Transitoriedade

Tenho pensado na transitoriedade dos registos da minha vida. Cada vez mais todos os registos de eventos, conversas, ideias, sítios que vou produzindo estão confinados a meios de comunicação e de armazenamento de informação não só digitais como intrinsecamente precários.

Por exemplo: guardo um registo dos sítios que me interessaram no Google Maps; guardo um registo das cervejas que bebo no Untappd. Em ambos os casos, esses registos são não só impossíveis de exportar para qualquer outro suporte como quase impossíveis de partilhar eficientemente com outras pessoas. É informação a que só se pode aceder quando ligado com a minha conta a estas ápes: inacessível, estéril, improfícua.

Paralelamente, muitas das conversas que antes tinha por mail ou pelo chat do Gmail, que guarda registos facilmente acessíveis e exportáveis, foram passando para o Facebook Messenger ou para o Whatsapp, que não os guardam. Claro que a quase totalidade destas conversas não tem particular interesse para a posteridade e não justifica armazenamento perene; mas quando, ocasionalmente, há algo que o poderia justificar, dá-me pena que se venha (para todos os efeitos) a perder.

Porque não manter o email como meio de comunicação preferencial, mantendo-se Messenger/Whatsapp para o efémero e pontual? (E qual é o problema do chat do Gmail, caraças?) E será factível abdicar das aplicações cujos registos não são exportáveis?

(Posto tudo isto, confesso algum fascínio poético pela ideia de não deixar rastos da minha existência, como se fosse uma pegada na areia logo apagada pela maré. Será isto uma ideia estúpida ou egoísta? Uma resignação cobarde?)

Pessoas com filhos ou que os querem ter: isto é algo em que pensam? Decerto que todos já encontrámos registos textuais criados pelos nossos pais antes de que nascêssemos (cadernos, cartas, diários, etc.), e que estas descobertas nos ajudaram a ter uma ideia das pessoas que eles eram antes de nós: preocupa-vos ou entristece-vos que os vossos reais ou eventuais filhos não venham a viver o mesmo?

Pessoas em geral: pensam nisto? que opinam?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s