Países

Nos últimos tempos tenho achado cada vez mais irritante as pessoas utilizarem o conceito de país fora do seu domínio de aplicabilidade mais estrito (o institucional).
Por exemplo, as pessoas pensam “França” e associam-lhe uma série de conceitos (as pessoas são assim e assado, a cultura, a Weltanschauung, a paisagem, a comida, os locais de interesse) e perdem/abdicam da noção das diferenças que existem dentro da “França” (em todos esses pontos, e muitos mais) e também da arbitrariedade e artificialidade inerente ao facto de isso ser a “França”.
É importante que questionemos os conceitos aos quais damos residência e permitimos interpretarem a realidade por nós.

1 thought on “Países

  1. Pingback: colinas infinitas | Confissões de um gajo possuído

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s