La mélodramatique de l’espace

O meu apartamento não está nem tão decorado que evoque uma abundância de recordações de uma vida cheia e presente e ativa, nem tão vazio que coloque em dúvida a realidade da minha existência, deixando uma impressão enigmática e liminal. Por outras palavras, o espaço onde vivo é uma representação do que sou: um meio-termo vago e dececionante.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s